Manifesto do coletivo Pó de Poesia

O Poder da Poesia contra qualquer tipo de opressão
Que a Expressão Emocional vença.
E que o dia a dia seja uma grande possibilidade poética...
Se nascemos do pó, se ao morrer voltaremos do pó
Então queremos Renascer do pó da poesia
Queremos a beleza e a juventude do pó da poesia.
A poesia é pólvora. Explode!
O pó mágico da poesia transcende o senso comum.
Leva-nos para um outro mundo de criatividade, imaginação.
Para o desconhecido; o inatingível mundo das transgressões do amor
E da insondável vida...
Nosso tempo é o pó da ampulheta. Fugaz.
Como a palavra que escapa para formar o verso
O despretensioso verso...
Queremos desengavetar e sacudir o pó que esconde o poema...
Queremos o Pó da Poesia em todas as linguagens da Arte e da Cultura.
O Pó que cura.
Queremos ressignificar a palavra Pó.
O pó da metáfora da poesia.
A poesia em todos os poros.
A poesia na veia.


Creia.


A poesia pode.


(Ivone Landim)



quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Vi

No início de tudo
vi céu e mundo
só não vi o teu olhar
vi os meses passarem
e esse encontrar.

Vi meu coração ascender
vi este se apaixonar por você
Mas vi meu coração chorar
só querendo te amar.

Vi meu coração leviano
cair em prantos
por não poder te amar.
Vi o que vivi.

(Romulo Pimentel)

5 comentários:

ventosnaprimavera disse...

Parabéns Romulo pela bela poesia, é muito bom ver um novo poeta nascer, desejo a você tudo de bom e que a poesia passe a estar presente em suas veias.Arnoldo Pimentel

Rômulo Pimentel disse...

Começo a escrever agora, mas não sou eu quem escrevo e sim meus momentos!Que esse seja um de vários momentos de minha vida!Acho que só isso posso desejar.Obrigado pela força!Rômulo Pimentel!

zxzx disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zxzx disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zxzx disse...

UhuuuL - Rômulo, essa poesia ficou mara! Parabéns, que você contiune assim... mto sucesso!!! \o/