Manifesto do coletivo Pó de Poesia

O Poder da Poesia contra qualquer tipo de opressão
Que a Expressão Emocional vença.
E que o dia a dia seja uma grande possibilidade poética...
Se nascemos do pó, se ao morrer voltaremos do pó
Então queremos Renascer do pó da poesia
Queremos a beleza e a juventude do pó da poesia.
A poesia é pólvora. Explode!
O pó mágico da poesia transcende o senso comum.
Leva-nos para um outro mundo de criatividade, imaginação.
Para o desconhecido; o inatingível mundo das transgressões do amor
E da insondável vida...
Nosso tempo é o pó da ampulheta. Fugaz.
Como a palavra que escapa para formar o verso
O despretensioso verso...
Queremos desengavetar e sacudir o pó que esconde o poema...
Queremos o Pó da Poesia em todas as linguagens da Arte e da Cultura.
O Pó que cura.
Queremos ressignificar a palavra Pó.
O pó da metáfora da poesia.
A poesia em todos os poros.
A poesia na veia.


Creia.


A poesia pode.


(Ivone Landim)



terça-feira, 7 de setembro de 2010

Sarau Donana - Dia 25 de Setembro

O grupo Pó de Poesia saúda a primavera com o sarau

"Pó de Poesia espalha seu pólen"

Participação Especial: Fã-clube da banda Legião Urbana

Local: CCDonana

Dia: 25 de setembro

Horário: À partir das 19:00

3 comentários:

POEMAS TECIDOS disse...

Oi, Márcio. grande poeta, espero que um dia você conheça meu trabalho. Eu adorei, a homeangem de Arnoldo, mas eu fico sem jeito em relação a uma profissão que n~çaoe stou podendo exercer. Me perdoa qualquer coisa.

Um abraço.

POEMAS TECIDOS disse...

Correção: "Eu adorei a homenagem..." É que ando muito triste, nervosa e coloquei vírgula onde não deveria.

Sergio-SalleS-oigerS disse...

O sarau Donana é um evento extremamente imnportante para a poesia.