Manifesto do coletivo Pó de Poesia

O Poder da Poesia contra qualquer tipo de opressão
Que a Expressão Emocional vença.
E que o dia a dia seja uma grande possibilidade poética...
Se nascemos do pó, se ao morrer voltaremos do pó
Então queremos Renascer do pó da poesia
Queremos a beleza e a juventude do pó da poesia.
A poesia é pólvora. Explode!
O pó mágico da poesia transcende o senso comum.
Leva-nos para um outro mundo de criatividade, imaginação.
Para o desconhecido; o inatingível mundo das transgressões do amor
E da insondável vida...
Nosso tempo é o pó da ampulheta. Fugaz.
Como a palavra que escapa para formar o verso
O despretensioso verso...
Queremos desengavetar e sacudir o pó que esconde o poema...
Queremos o Pó da Poesia em todas as linguagens da Arte e da Cultura.
O Pó que cura.
Queremos ressignificar a palavra Pó.
O pó da metáfora da poesia.
A poesia em todos os poros.
A poesia na veia.


Creia.


A poesia pode.


(Ivone Landim)



sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Aguada

água de beber
a razão, o devaneio... a purificação!
água fresca
água dos meus sonhos... perfumados
claras águas
pedras sem limo, encostas, arrimos
amores irmãos!
linho engomado, quengo soado...
numa gota d'água
seu chão


AGUADA


Poema de Erhi Araújo

3 comentários:

performers& disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
erhi Araújo disse...

Obrigado Felipe

Obrigado pela generosidade em abrir outro espaço para os versos que assino, isto me torna mais zeloso na composiçao!
Muito obrigado, abraços

erhi Araújo

Jorge Medeiros disse...

Poesias como estas são presentes; quem não tiver acesso tá perdendo! Parabéns! Grande beijo!