Manifesto do coletivo Pó de Poesia

O Poder da Poesia contra qualquer tipo de opressão
Que a Expressão Emocional vença.
E que o dia a dia seja uma grande possibilidade poética...
Se nascemos do pó, se ao morrer voltaremos do pó
Então queremos Renascer do pó da poesia
Queremos a beleza e a juventude do pó da poesia.
A poesia é pólvora. Explode!
O pó mágico da poesia transcende o senso comum.
Leva-nos para um outro mundo de criatividade, imaginação.
Para o desconhecido; o inatingível mundo das transgressões do amor
E da insondável vida...
Nosso tempo é o pó da ampulheta. Fugaz.
Como a palavra que escapa para formar o verso
O despretensioso verso...
Queremos desengavetar e sacudir o pó que esconde o poema...
Queremos o Pó da Poesia em todas as linguagens da Arte e da Cultura.
O Pó que cura.
Queremos ressignificar a palavra Pó.
O pó da metáfora da poesia.
A poesia em todos os poros.
A poesia na veia.


Creia.


A poesia pode.


(Ivone Landim)



quarta-feira, 29 de julho de 2009

Louco Currículo


Quando o mundo foi feito
Eu era anjo mandado para cá
Para ajudar na arrumação das coisas.
Depois virei cliente mesopotâmico.
Depois virei escravo egípcio.
Depois virei efebo ateniense.
Depois virei cortesã romana.
Depois virei serva feudal.
Depois virei comerciante renascentista.
Depois virei escravo jejê nagô industrial.
Hoje sou tudo isso ainda querendo ser artista.
Sem casa, sem dinheiro.
Só a vontade, só o sonho.
Só o devaneio, só a loucura.
Mas nesse circo neoliberal
Que faz de mim palhaço
Eu navego em mares cansados.
Cansados de serem navegados.
Mas nesse picadeiro aquecidamente globalizado,
Eu não quero me cubrir em bandeiras;
Me esconder em ideologias;
Me enganar em filosofias,
Pois eu sei que só digo coisas que já foram ditas
E só escrevo coisas que já foram escritas.

(Marcio Rufino)


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

Doroni Hilgenberg disse...

Márcio

e nesse louco currículo é que
se encontra o poeta, o escritor,
e o utópico sonhador.
bjs

SAM disse...

Que bonito curriculo poético, Márcio!


Abraço

Mila disse...

Bela sua poesia!
Adorei seu espaço...estarei te seguindo para continuar me deliciando com seus escritos.
Bjs Marcio
Mila Lopes

PS:Te encontrei entre meus amigos de Blog " Ventos primavera"

Silviah Carvalho disse...

Muito bom este curriculo poético, sabedoria nas colocações e bem estruturado.
Parabéns